Satélite da Nasa cai no Oceano Pacífico

Um satélite da Nasa de seis toneladas, do tamanho de um micro-ônibus, caiu ontem sobre o Oceano Pacífico. Segundo a agência espacial, os fragmentos do Satélite de Pesquisa da Atmosfera Superior Terrestre (Uars, sigla em inglês) se espalharam por 800 quilômetros do local da queda.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2011 | 03h06

"O satélite estava passando sobre o Canadá e a África, assim como sobre vastas zonas dos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico", disse a agência, que, até o fechamento desta edição, não sabia dizer os locais exatos onde as peças do Uars aterrizaram.

No Twitter, no entanto, já havia notícias de que resíduos tinham caído sobre Okotoks, uma cidade do oeste do Canadá. A estimativa da Nasa era de que o satélite se fragmentasse em 26 pedaços. O maior deles pesaria cerca de 135 quilos.

História. O Uars é o maior satélite da Nasa que cai na Terra em trajeto não dirigido desde 1979. Em 2001, a estação espacial russa Mir, de 135 toneladas, caiu sobre o Pacífico, mas sua trajetória foi controlada.

Em órbita desde 1991, o satélite que caiu ontem foi lançado para estudar o ozônio e outros compostos químicos.

Desativado em 2005, o equipamento foi se aproximando da Terra por conta da ação solar e da gravidade do planeta. / AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.