Sauber avalia propostas para continuar na Fórmula 1

A BMW-Sauber tem várias propostas na mesa e tem se esforçado para se manter na Fórmula 1 no ano que vem, mesmo com a saída repentina da BMW, disse o chefe da equipe, Mario Theissen, nesta quinta-feira.

ALAN BALDWIN, REUTERS

20 Agosto 2009 | 15h46

A montadora alemã BMW anunciou no mês passado que deixará o esporte no final da temporada, colocando a equipe suíça em uma busca desesperada por novos investidores para permanecer na Fórmula 1.

A tarefa tornou-se ainda mais difícil quando a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) convidou as partes interessadas a se inscreverem até a última segunda-feira para o lugar ocupado até agora pela BMW no campeonato.

Três novas equipes já foram aceitas para 2010, mas outras possíveis iniciantes, como a Prodrive, foram recusadas em junho. Não se sabe se alguma delas se reinscreveu.

Theinssen disse a jornalistas no Grande Prêmio da Europa, em Valencia, que sua equipe fez a inscrição com o nome atual.

"Estamos agora esperando a decisão. Nós nos inscrevemos e está a cargo da FIA decidir se seremos aceitos," afirmou ele.

"Não tivemos de mostrar nenhum contrato de fornecedor de motor, mas demos algumas indicações, estamos conversando com fabricantes de motores e haverá uma solução," disse ele sobre a inscrição.

"Está claro que a equipe terá de receber um outro nome depois que entrar um novo investidor," acrescentou ele.

Theissen afirmou que ele e o fundador Peter Sauber, que tem 20 por cento das ações da equipe, estavam analisando propostas das partes interessadas e esperavam que a FIA lhes desse alguma margem de manobra.

"Nós gostaríamos de ganhar o máximo de tempo possível porque, como vocês podem imaginar, não é fácil," afirmou ele.

"Nossa prioridade agora é manter a equipe ativa e em funcionamento com novos proprietários e isso não é algo que se resolve em alguns dias."

Mais conteúdo sobre:
FORMULA1BMW*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.