Saúde corrige prazo para defesa do Mais Médicos

A Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira, 14,, no Diário Oficial da União, uma retificação ao texto da Resolução 1/2014, publicada ontem, que trata das ausências injustificadas de profissionais que trabalham dentro do programa "Mais Médicos".

SANDRA MANFRINI, Agência Estado

14 de fevereiro de 2014 | 13h01

Segundo a norma, a penalidade de desligamento será aplicada nos casos de ausência injustificada por período superior a dois dias ou quando do recebimento de três penalidades de advertência. Nessas situações, o médico tem assegurado o direito ao contraditório e à ampla defesa no prazo de 48 horas e não 48 dias como constava da resolução publicada ontem.

Tudo o que sabemos sobre:
mais médicosdefesaprazo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.