Foto: Arcanjo/Corpo de Bombeiros de SC
Foto: Arcanjo/Corpo de Bombeiros de SC

SC decreta estado de emergência em São Francisco do Sul

Incêndio atinge carga de fertilizante em armazém no porto desde a madrugada de quarta-feira, 25

Tomás M. Petersen, Especial para a Agência Estado

25 de setembro de 2013 | 19h05

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD) decretou situação de emergência em São Francisco do Sul por causa do incêndio em uma carga de fertilizante no armazém da empresa Global Logística em um terminal marítimo, na BR-280.

O local armazena 10 toneladas de nitrato de amônia, cuja oxidação produz uma fumaça densa, que se respirada causa irritação em pele, olhos e vias respiratórias. A Defesa Civil municipal estabeleceu um perímetro de segurança de 800 metros de raio a partir do acidente.

Mais de 200 bombeiros trabalham no combate ao incêndio, que não produz chamas. Foram removidos contêineres ao redor para facilitar o acesso de grandes equipamentos de combate, e ao telhado do galpão. O objetivo é resfriar o produto. "O nitrato de amônia, por si só, é considerado estável. Caso aquecido, pode tornar-se explosivo", explicou na coletiva o gerente de produtos perigosos da Defesa Civil, major dos Bombeiros Geovane Matiuzzi.

Nas primeiras horas do incidente, a população assustada começou a evacuar a cidade, causando trânsito nas vias internas e na BR-280, que liga São Francisco do Sul a Joinville. O acesso ao município foi bloqueado. A prefeitura não organiza qualquer operação de evacuação da cidade, apenas removeu as famílias dos bairros mais atingidos.

Cerca de 400 pessoas estão em um abrigo instalado na escola estadual Claurinice Vieira Caldeira Forte, que fica na entrada da cidade.

As aulas nas unidades da rede estadual em São Francisco do Sul e nas cidades vizinhas de Garuva e Itapoá foram suspensas até sexta-feira, 27. Até às 18h, os bombeiros ainda atuavam no local, sem previsão de término da operação.

Tudo o que sabemos sobre:
INCÊNDIOSC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.