Schiphol e ADP têm interesse em privatização do Galeão

As operadoras holandesa e francesa de aeroportos Schiphol e Aeroports de Paris estão interessadas em fazer uma oferta conjunta por uma participação no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Reuters

11 de março de 2013 | 07h20

O presidente-executivo da Schiphol, Jos Nijhuis, disse à emissora holandesa RTL7 nesta segunda-feira que a companhia se aliou à ADP e a uma construtora brasileira, além de uma financiadora local, para fazer uma oferta por cerca de 50 por cento do Galeão.

O Brasil quer vender participações de 51 por cento no Galeão e no aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, a operadores que possam investir nos terminais a tempo para a Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

A Secretaria de Aviação Civil afirmou em dezembro que espera que os investimentos nos dois aeroportos alcancem os 11,4 bilhões de reais .

"Se decidirmos fazer uma oferta, será com a Schiphol", declarou um porta-voz da ADP, acrescentando que o presidente-executivo, Augustin de Romanet, tinha anunciado o interesse do grupo no mês passado.

O estatal Schiphol Group, que opera o aeroporto de Amsterdã e um terminal do JFK, em Nova York, tem um acordo de cooperação com a ADP desde 2008, e ambos têm participação cruzada de 8 por cento em cada um.

Tudo o que sabemos sobre:
TRANSPORTESSCHIPHOLADP*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.