Seca no Jaguari faz Limeira-SP utilizar água de lago

O Rio Jaguari baixou consideravelmente e em Limeira (SP) a água de um lago passará a ser captada na quarta-feira (22) para evitar um colapso no abastecimento da cidade. O manancial ficou 32 centímetros mais baixo em uma semana e a vazão do rio, que deveria estar em 9 mil litros de água por segundo, está em apenas 2 mil litros.

RENE MOREIRA, ESPECIAL PARA ESTADÃO CONTEÚDO, Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2014 | 17h37

Em reunião no sábado (18) entre a prefeitura e a Odebrecht Ambiental, responsável pelo serviço na cidade, o prefeito Paulo Hadich definiu que irá restringir o uso da água tratada, proibindo lavagem de calçadas, fachadas de prédios, abastecimento de piscinas, entre outros. A prefeitura estará neste início de semana tomando as medidas necessárias para essa restrição, inclusive, estabelecendo formas de fiscalização e multa. O consumo humano e animal deverá ser priorizado, sendo esta uma tentativa de se evitar o racionamento.

O lago que será usado, do Ribeirão Pinhal, é considerado uma espécie de reserva estratégica. Segundo a Odebrecht, ele está cheio desde agosto e a captação no local será feita em parceria com a Pequena Central Hidrelétrica Salto do Lobo. A Prefeitura de Limeira iniciou nesta semana a campanha "Aqui Tem Consciência", que pede a colaboração da população para que informe sobre vazamentos nos prédios públicos municipais e fechem bem as torneiras, evitando desperdícios.

A iniciativa tem a parceria do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e da Odebrecht Ambiental, por meio do movimento "Juntos pela Água". Ela vai abranger 385 prédios públicos, cerca de 7.400 servidores e os 40 mil alunos da rede pública municipal de ensino. Outros trabalhos paralelos já conseguiram reduzir o gasto diário por pessoa nos prédios públicos da cidade. No início do ano era de 75 litros de água, mas em outubro está em 47,7 litros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.