Secretária de Cândido Mendes morre em assalto no Rio

A secretária Maria Emília Monteiro Ramos, de 59 anos, morreu na tarde de hoje no Hospital Municipal Souza Aguiar, no Rio. Empregada do acadêmico Cândido Mendes havia 30 anos, Maria Emília foi baleada hoje, na Tijuca, zona norte da capital fluminense, durante roubo a carro. Ela estava sozinha no Ford Fiesta, quando parou no cruzamento entre a Rua Dona Delfina com Avenida Maracanã. Maria Emília foi, então, abordada por criminosos e entregou o automóvel.A secretária foi baleada no peito quando estava na calçada. "Ainda não temos testemunhas do roubo. Já era madrugada e ninguém se apresentou até agora. Pela perícia, deduzimos que ela foi baleada fora do carro porque não há marcas de bala ou de sangue no carro", afirmou o delegado Walter Alves de Oliveira, titular da 19.ª Delegacia de Polícia (Tijuca).

CLARISSA THOMÉ, Agencia Estado

31 de março de 2008 | 21h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.