Secretária do Bolsa-Família morre em acidente na argentina

A Secretária Nacional de Renda da Cidadania do Brasil, Rosani Cunha, faleceu na noite deste sábado, 1º, em um acidente de carro no município de Veinticinco de Mayo, no interior da província de Buenos Aires. Sobreviveram ao acidente seu marido - que é cidadão brasileiro - e um amigo argentino do casal que estava com eles no automóvel. No fim da noite, o marido de Rosani conseguiu informar os parentes no Brasil sobre a tragédia ocorrida.Rosani, cuja Secretaria integra o Ministério do Desenvolvimento Social de Combate à Fome, era a responsável pelo Bolsa-Família. Ela era especialista em saúde pública e administração pública.Segundo fontes da Embaixada do Brasil em Buenos Aires explicaram ao Estado, o acidente ocorreu em uma estrada nas proximidades de Veinticinco de Mayo, cidade localizada a 230 km da capital argentina.Rosani Cunha era a convidada especial do seminário "Diálogos de Proteção Social", organizado pelo Centro de Implementação de Políticas Públicas (Cippec), em Buenos Aires, que reunirá especialistas do setor social de diversos países da América Latina. Na segunda-feira Rosani pronunciaria a palestra "Aprendizagem sobre como coordenar o acionar estatal, sindical e empresarial na proteção social no Brasil".Ela foi nomeada por Patrus Ananias para assumir a Secretaria de Renda e Cidadania do Ministério de Desenvolvimento Social em dezembro de 2004. Antes, Rosani havia passado pelo Ministério de Coordenação Política. Durante o governo Fernando Henrique Cardoso, foi coordenadora nacional do Projeto Cargão SUS, durante a gestão de José Serra no Ministério da Saúde.O senador Eduardo Suplicy lamentou a morte de Rosani Cunha. "Foi uma excelente secretária no trabalho com o ministro Patrus Ananias e uma das responsáveis por cuidar tão bem do programa Bolsa-Família, na luta contra a desigualdade e pelo combate à fome em nosso País."

ARIEL PALÁCIOS E PATRÍCIA FRANCO, Agencia Estado

02 Novembro 2008 | 09h37

Mais conteúdo sobre:
bolsa-família

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.