Secretário contesta fechamento de cavernas em SP

O secretário Estadual do Meio Ambiente, Xico Graziano, disse hoje em Santos (SP) que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) tomou uma decisão precipitada ao embargar a visitação turística de todas as cavernas da região do Vale do Ribeira. O Ibama teria determinado o embargo porque a Fundação Florestal, órgão que gerencia os parques estaduais, não concluiu a elaboração do plano espeleológico das cavernas (estudo de exploração das cavidades naturais do solo)."Nós vamos recorrer dessa decisão, nós não aceitamos essa decisão do ponto de vista administrativo, o Ibama sabe que ninguém cuida melhor de cavernas que o Governo de São Paulo. Não há caverna no Brasil que tenha um esquema de visitação controlado como as cavernas de São Paulo", alega o secretário, afirmando que há outras cavernas que também não possuem o plano, inclusive algumas de responsabilidade do instituto. O secretário afirma que concorda com a legislação que impõe os planos espeleológicos, mas considera um retrocesso para o turismo ecológico o impedimento à visitação das cavernas enquanto o estudo não fica pronto.

REJANE LIMA, Agencia Estado

26 de fevereiro de 2008 | 18h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.