Secretário de Obras de Hortolândia é libertado de seqüestro

Liberação de refém, em poder dos seqüestradores desde terça, só ocorreu após pagamento do resgate

Tatiana Fávaro, O Estado de S.Paulo

19 Dezembro 2008 | 18h37

O secretário de Obras e Serviços Urbanos de Hortolândia, Antônio Meira, seqüestrado na última terça-feira, foi libertado na noite de quinta-feira em Cosmópolis, na região de Campinas, depois de pagamento de resgate pela família. O valor pago aos seqüestradores não foi divulgado. Segundo informações da Polícia Civil, Meira apanhou dos homens que o capturaram. Ninguém foi preso até esta sexta-feira, 19.   Meira foi feito refém na porta de sua residência, na tarde de terça. Com os olhos vendados, foi levado por dois homens para local não identificado pela vítima. Meira foi solto no meio de um canavial, em Cosmópolis, na noite de quinta, após pagamento de resgate. A negociação foi feita em diversos telefonemas entre os suspeitos e a família da vítima, desde terça-feira.   O secretário conseguiu andar até a rodovia e pedir carona. Depois de sair da delegacia de Cosmópolis, Meira foi levado para o Hospital Estadual de Sumaré, no qual passou por exames para avaliação de seu estado de saúde. Ele foi liberado na mesma noite. A Prefeitura de Hortolândia informou, por meio de assessoria, que o secretário não dará entrevistas neste momento. Por meio de nota oficial, comunicou que Meira permanece em casa e seu estado de saúde é estável. As polícias de Hortolândia, Piracicaba e Americana investigam o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.