Secretário do Rio diz que traficantes fogem do Alemão

O secretário de Estado de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, disse hoje que alguns traficantes do Complexo do Alemão, na zona norte da capital fluminense, estão abandonando a favela, mas negou que a suposta fuga tenha relação com a iminente ocupação policial da região para as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). "Sabemos de determinadas imigrações. É normal que isso aconteça. Sempre aconteceu e a polícia acompanha estas pessoas, mas não é por causa do PAC", declarou.Moradores negaram a informação e disseram que o tráfico continua fortemente armado. Eles afirmam que o medo da operação provocou a suspensão de aulas em algumas escolas da favela, ontem, por causa de um boato sobre a chegada de comboio da polícia pela manhã. Em meio ao estresse de uma guerra anunciada, as comunidades aguardam a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 7. Beltrame afirmou acreditar que, mesmo com a suposta debandada dos criminosos, a polícia deverá encontrar esconderijos de armas e drogas nas favelas, apontadas como o maior entreposto da facção criminosa Comando Vermelho (CV). "Se esvaziaram o Alemão, melhor para a garantia das obras. Eu digo que já sabemos onde muita coisa está. Como acompanhamos (os criminosos), vamos saber onde estas pessoas vão se instalar e atuar", disse. No entanto, moradores que preferiram não se identificar disseram que os traficantes continuam dominando as favelas com armamentos pesados. "Visualmente, nada mudou. Os traficantes continuam aqui e fortemente armados com fuzis, pistolas e tudo mais", disse um morador da Favela Nova Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.