Seguidores homenageiam Chico Xavier

Seguidores homenageiam Chico Xavier

ESPECIAL PARA O ESTADO

Rose Dutra, O Estadao de S.Paulo

03 de abril de 2010 | 00h00

UBERABA

O centenário do mais conhecido médium brasileiro, Francisco Cândido Xavier, morto há oito anos, levou a Uberaba (MG) ontem centenas de espíritas de várias regiões do País para uma cerimônia de homenagem.

Muitos levaram flores e rezaram no mausoléu onde o corpo do líder espírita está enterrado, no Cemitério São João Batista. Outros participaram dos atos de caridade mantidos por seus seguidores, na Casa da Prece.

O filho adotivo do médium, o odontólogo Eurípedes Higino dos Reis, afirmou que Chico Xavier estaria sorrindo ao perceber o amor demonstrado por ele.

O médium e escritor Carlos Baccelli, que conviveu com Chico por 25 anos, disse que se pode dividir o espiritismo no Brasil em antes e depois de Chico Xavier. "Chico é a face do espiritismo. Ele era essencialmente cristão e até mesmo ecumênico. Orientava a quem o procurava sem tentar converter quem quer que seja", afirmou. Para Baccelli, antes da projeção alcançada por Chico Xavier, o espiritismo era confundido com uma seita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.