Segurança é indiciado por estuprar a própria filha

São Paulo, 22 - O segurança W.D.G., de 35 anos, foi preso, em flagrante, por volta das 22h30 de ontem, após supostamente estuprar a própria filha, uma menina de 11 anos, no apartamento da família, num conjunto de prédios da Companhia Habitacional de Desenvolvimento Urbano (CDHU) do Jardim São Francisco, em Ferraz de Vasconcelos, região leste da Grande São Paulo.Pai de 4 filhos e trabalhando com carteira assinada, o segurança disse à polícia que não fez sexo com a menina, mas apenas se despiu e tirou a roupa dela também. Gonçalves afirma que havia ingerido cerveja e consumido maconha e crack, mas que, quando caiu em si, resolveu não prosseguir naquilo que pretendia fazer. Mesmo assim ele foi indiciado por estupro, pois a menina afirma que o pai chegou às vias de fato. Além disso, segundo a polícia, a mãe da garota, uma cabeleireira, ao chegar em casa, no final da tarde, encontrou o marido nu e deitado sobre a cama.A polícia perícia e menina terá de passar por exames médicos no Hospital Pérola Byington. Ao se ver acuado pela esposa, que havia conversado com a filha, o segurança fugiu, mas, depois, ao saber que a polícia já estava atrás dele, resolveu voltar para casa e se esconder dentro do guarda-roupas, onde foi encontrado por policiais militares.

DANIELA DO CANTO E RICARDO VALOTA, Agencia Estado

22 Novembro 2008 | 07h36

Mais conteúdo sobre:
estuprarsegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.