Segurança será reforçada para Parada do Orgulho LGBT

A 15ª Parada do Orgulho LGBT em São Paulo, programada para o próximo dia 26, vai contar com 1.500 policiais militares para fazer a segurança do evento, divulgou hoje o Comando de Policiamento do Centro. Ano passado, 800 homens trabalharam na Parada. O crescimento no efetivo, que quase dobrou, não se deve a um aumento da violência. "É um evento tranquilo", disse o major Wagner do Comando. Em 2010, não foram registradas ocorrências graves, segundo ele.

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

06 Junho 2011 | 16h05

Esta edição da Parada, de acordo com o major, terá o show de Wanessa Camargo no encerramento e, por esse motivo, o número de policiais teve ser ampliado. Os policiais militares vão acompanhar o itinerário da Parada - que começa na Avenida Paulista e termina na Praça da República -, fazer a segurança do show e do encerramento do evento, explicou o major.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.