Seguranças do metrô do Rio são acusados de agressão

Seguranças do Metrô do Rio de Janeiro foram acusados de agredir um passageiro na estação de Botafogo, na noite de ontem. A confusão ocorreu quando o homem tentava passar pela roleta usando o cartão de passagens Riocard de um colega de trabalho. Os seguranças disseram que o passageiro havia passado sem pagar. Todo o tumulto foi filmado pelo repórter da Rede Globo, Rogério Coutinho, que estava na estação.

CLARISSA THOMÉ, Agência Estado

27 Abril 2011 | 20h31

Nas imagens, o jardineiro Gabriel Gonçalves, de 35 anos, aparece sendo agarrado pelo colarinho por um dos seguranças. Ele é empurrado e levado para uma sala na estação do Metrô. Quando volta a ser enquadrado pela câmera, o jardineiro se contorce de dor e passa a mão nas costas. Passageiros saem em defesa de Gonçalves, inclusive dois colegas de trabalho. Um segurança, então, sai da sala e agride verbalmente os passageiros.

Os dois funcionários foram afastados pelo Metrô Rio. Em nota, a concessionária informou que lamenta o incidente e garante tratar-se de um fato isolado. "Todos os seguranças passam por um intenso treinamento de sete meses antes de serem liberados para o trabalho nas estações e um dos princípios básicos de conduta é o respeito aos passageiros e o repúdio a todo tipo de excesso no exercício das funções".

Mais conteúdo sobre:
violênciaagressãometrôRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.