Seguro DPVAT paga 31% mais indenizações até junho

Em 2012, o volume de indenizações pagas a vítimas de acidentes de trânsito chegou a R$ 1,2 bilhão

Marcelo Gomes - Agência Estado,

23 de agosto de 2012 | 13h38

RIO DE JANEIRO - A quantidade de indenizações pagas pelo seguro obrigatório DPVAT de janeiro a junho deste ano foi de 216.150, o que representa um crescimento de 31% em relação ao mesmo período de 2011. Em 2012, o volume de indenizações pagas a vítimas de acidentes de trânsito chega a R$ 1,2 bilhão, conforme dados divulgados nesta quinta-feira, 23.

Cerca de 66% dos casos indenizados resultou em invalidez permanente da vítima (142.998 casos). O DPVAT também pagou indenizações por 29.770 mortes e 43.382 reembolsos com despesas médicas por lesões causadas no trânsito.

As maiores vítimas de acidentes de trânsito são homens, entre 25 e 34 anos. Por categoria de veículo, as motocicletas lideram o ranking de indenizações em 2012, com 69% do total. Os automóveis respondem por 25%.

Arrecadação. Já a arrecadação do seguro passou dos R$ 4,2 bilhões, cifra 6% superior aos seis primeiros meses do ano passado. Conforme previsto em lei, 45% do valor foi repassado ao Ministério da Saúde para custeio de assistência médica às vítimas de acidentes de trânsito; e 5% enviado ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para financiamento de campanhas de educação de trânsito.

"Estamos criando uma população de inválidos, que pesa nos sistemas de saúde e previdenciário. A falta de investimento em prevenção e educação no trânsito tem levado a esse crescimento de indenizações. O Brasil é campeão em acidentes de trânsito, e mesmo assim o dinheiro repassado pelo DPVAT ao Denatran está sendo contigenciado, segundo informações que saem na imprensa", criticou Ricardo Xavier, presidente da Líder Seguradora, administradora do DPVAT.

Regiões. Em relação às regiões do País, o Nordeste ficou em primeiro lugar na quantidade de indenizações pagas este ano, com 30%, seguido do Sul (27%), Sudeste (25%), Norte (10%) e Centro-Oeste (8%). "Este ano o Nordeste passou o Sul. Isso pode ter relação com a mudança do perfil da frota: houve um crescimento exponencial da quantidade de motocicletas no Nordeste, de 13% em relação a junho de 2011", disse Xavier.

O que é DPVAT. O seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) cobre casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistência médica e suplementares (DAMS) por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de trânsito em todo o País. O recolhimento é anual e obrigatório para todos os proprietários de veículos.

A data de vencimento é junto com a do IPVA, e o pagamento é requisito para o motorista obter o licenciamento anual do veículo. Vítimas e seus herdeiros (no caso de morte) têm um prazo de três anos após o acidente de trânsito para dar entrada no seguro. Informações de como receber o DPVAT podem ser obtidas pelo telefone 0800-022-1204.

Mais conteúdo sobre:
TrânsitoacidentesbalançoDPVAT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.