Seis crianças das mesma família morrem em naufrágio

O naufrágio de uma canoa no município de Lago Verde, distante 310 km de São Luís, no Maranhão, provocou uma tragédia. Seis crianças, com idades entre 7 meses e 12 anos, morreram no acidente. Todas eram da mesma família que se deslocava por um lago do povoado Piquizeiro, a 28 km da sede do município.

ERNESTO BATISTA, Agência Estado

22 de abril de 2011 | 19h55

Segundo informações divulgadas pela Rádio Mirante AM, as vítimas viajavam para Vila São Francisco, no município de Bacabal, em uma canoa construída para transportar três pessoas, mas havia quatro adultos e nove crianças a bordo. A embarcação estava navegando ao largo do povoado de Piquizeiro quando a hélice do motor da canoa quebrou e o barco girou no meio do lago, ficando à deriva na correnteza até virar. Apenas um dos adultos sabia nadar.

O resgate das vítimas e dos corpos das seis crianças mortas foi feito por moradores da região, porque as equipes de resgate só chegaram ao local cerca de uma hora após o acidente por causa da dificuldade de acesso ao local. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros finalizaram as operações de busca. "Muitos pegaram suas canoas para ajudar a família que sofreu o acidente", disse o soldado Antônio Silva Cajado, da PM.

Morreram no naufrágio os irmãos Elaine Martins Ribeiro, de 7 meses; Wesley Henrique Martins Ribeiro, de 2 anos, e Erisvan Martins Ribeiro, de 4, e três de seus primos: Franciel Martins Lima, de 8 anos; Andressa Gomes Costa, que no domingo faria 11 anos, e Ronilson Silva dos Santos, de 12. A mãe das três crianças menores, Deusilene Martins da Silva, de 24 anos, também estava a bordo e sobreviveu ao acidente. Já Ronilson era filho de Josimar Martins Silva, de 36 anos, que conduzia a canoa. As seis crianças estão sendo veladas na Unidade Escolar São José, no povoado Piquizeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.