Seis policiais são presos em operação do MP de SP

Até o final da manhã desta segunda-feira, 15, seis policiais, entre eles dois delegados, foram presos durante operação da Secretaria de Segurança Pública e do Ministério Público de São Paulo para desarticular um grupo de policiais civis que é acusado de roubo, corrupção e extorsão mediante sequestro. O número de mandados de prisão deve chegar a 30.

LUCIANO BOTTINI FILHO, Agência Estado

15 de julho de 2013 | 12h33

Um dos delegados detidos é o supervisor da unidade de investigações do Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), Clemente Castilhone Junior. Segundo seu advogado, João Batista Augusto Filho, não foi informado o motivo da prisão.

Promotores realizaram, por cerca de quatro horas, buscas dentro da sede do Denarc, um dos mais importantes departamentos da Polícia Civil de São Paulo. Na saída, o promotor Amauri Silveira Filho, do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Campinas, informou que haverá uma segunda etapa da operação em São Paulo, em Campinas e em uma terceira cidade não divulgada.

As investigações foram feitas pelo Gaeco de São Paulo e de Campinas. Os detidos foram encaminhados à Corregedoria da Polícia Civil.

Mais conteúdo sobre:
operaçãopoliciaisextorsão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.