Seleção brasileira na Copa do Mundo

Torneio nos EUA terá 9 concorrentes do País, com pelo menos 27 marcas

Roberto Fonseca, O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2008 | 03h20

A World Beer Cup, copa do mundo cervejeira que ocorrerá nos dias 15 e 16 de abril em San Diego (Estados Unidos), terá uma "supersafra" de brasileiros. Serão ao menos 27 produções nacionais, feitas por nove cervejarias, entre as 2.931 participantes de 58 países. Na edição anterior, realizada em 2006, só três brasileiros concorreram. Agora, só a Eisenbahn, de Blumenau (SC), levará 11 tipos para avaliação. Entre eles, dunkel e weizenbock, que ficaram em terceiro lugar no European Beer Star Awards, na Alemanha, em 2007. A Colorado, de Ribeirão Preto, aposta em ingredientes brasileiros para chamar a atenção com sua Cauim, pilsen com mandioca, e a excelente Índica, uma India Pale Ale que leva rapadura na receita. Quem também aposta em influências nacionais é a Dado Bier, que inscreveu a Ilex, que leva erva-mate. Os gaúchos também apresentarão sua Belgian Ale. A Baden Baden, de Campos do Jordão, levará a Stout, a 1999 (uma Extra Special Bitter), e sua principal cerveja, a barley wine Red Ale. De Minas, a Áustria Bier inscreveu Pilsen, Weiss e Amber, e uma novidade: a Golden Ale, que só será vendida em garrafa após o torneio. A Inab (PR) terá no páreo a Colônia Pilsen, Extra e Low Carb (de baixas calorias). Atuando com exportações, a Cervejas Premium do Brasil enviará a Palma Louca, uma pilsen, e a Xingu (é responsável pela marca no exterior). A Femsa, responsável pela Kaiser, e a Allston, da cerveja Zanni, não informaram se mandam concorrentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.