Sem filhos, preso sai no Dia das Crianças e foge em SP

Condenado a 32 anos, Luciano Conrado de Oliveira, de 35 anos, o Pintinho, um dos maiores ladrões de carros-forte e transportadoras de valores de São Paulo, não tem filho nem irmão pequeno, segundo a polícia. Mesmo assim, a Justiça o autorizou a sair temporariamente da Penitenciária de Junqueirópolis, no interior do Estado, para passar o Dia das Crianças em casa. Ele não voltou à prisão. Ontem, o assaltante deveria participar, como réu, de audiência no plenário 3 do 5º Tribunal do Júri , na Barra Funda, zona oeste da capital paulista. Ele e o parceiro Joaz Couto dos Santos são acusados de um homicídio ocorrido na Marginal do Tietê, em 2000. Segundo o Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), o foragido é de alta periculosidade e responde a nove processos por roubos, latrocínio e seqüestro. Se for condenado, pode pegar mais 100 anos de cadeia.O foragido da Justiça tem extensa ficha criminal. Ele passou por vários presídios dominados por integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC). Já esteve recolhido na Penitenciária do Estado, no Carandiru; em Araraquara, Avaré, Martinópolis, Centro de Detenção Provisória (CDP) de Osasco e Junqueirópolis.Em nota divulgada ontem, a Secretaria da Administração Penitenciária informou que a saída temporária é prevista pela Lei de Execução Penal (LEP). A nota diz também que tem direito ao benefício os presos em regime semi-aberto, com bom comportamento e que já cumpriram um sexto da pena. As informações são do Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.