Sem-terra invadem fazenda na região de Uberlândia-MG

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) informou hoje a invasão da fazenda Paraíso, na região de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, como parte do chamado "abril vermelho". A propriedade foi ocupada na madrugada do último domingo, segundo a coordenação do MST em Minas, com o objetivo de pressionar o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) a agilizar o assentamento de cerca de quatro mil famílias que permanecem acampadas no Estado, sendo 230 na região do Triângulo. Conforme a Superintendência regional do Incra, a fazenda invadida - de 509,85 hectares - foi vistoriada há cinco anos e o laudo apontou que o imóvel era produtivo. Vanderlei Martini, da coordenação nacional e estadual do MST, porém, reclamou da "morosidade" e da "falta de compromisso" do órgão, cobrando a divulgação do resultado da vistoria. "Até agora está enrolando e não deu a vistoria. Então, queremos agilidade."A Polícia Militar de Uberlândia não registrou incidentes durante a invasão. De acordo com o MST, 150 famílias participaram da ocupação. O gerente da fazenda, Adair Teodoro, de 44 anos, disse à PM que aproximadamente 100 pessoas invadiram a propriedade e montaram acampamento a cerca de 100 metros da sede.

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

23 de abril de 2008 | 16h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.