Sem-terra invadem Incra para impedir mudanças em GO

Um grupo de 800 integrantes do Fórum Estadual da Reforma Agrária invadiu hoje a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em protesto pela demora nos processos de assentamentos em Goiás. Os sem-terra revelaram que pretendem impedir o governo federal de promover mudanças na superintendência do Incra em Goiânia. O Fórum é integrado por grupos como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a Pastoral da Terra (CPT)."O superintendente em Goiás está sendo trocado em Brasília sem nenhuma consulta ou negociação e isso não aceitamos", revelou André Luiz da Silveira, da direção estadual do MST. "As metas de assentamento não foram cumpridas, e não vemos uma resposta futura e à altura nessa troca, que é um acerto entre políticos", disse.Segundo Silveira, o PTB teria herdado, em Goiás, cargos que pertenceram ao PT. Por isso houve a proposta de troca do atual superintendente, o advogado Ailtamar Carlos da Silva, que comanda o Incra há cinco anos, pelo dentista Rogério Arantes, que seria sobrinho do deputado federal Jovair Arantes, presidente do PTB em Goiás.Os integrantes do Fórum serão recebidos na quinta-feira, em Brasília, pelo ministro de Relações Institucionais, José Múcio, para negociar o cargo. Segundo dados divulgados pelo Incra, nos últimos cinco anos um total de 7.800 famílias foram assentadas em 63 projetos - entre eles, três fazendas ligadas ao narcotráfico foram desapropriadas. Duas das fazendas pertenciam a laranjas do traficante Fernandinho Beira-Mar.

RUBENS SANTOS, Agencia Estado

11 de março de 2008 | 18h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.