Sem-terra tentam invadir prefeitura de Agudos

Cerca de 150 pessoas de dois acampamentos participaram de tumulto, que foi controlado pela PM

Rita Cirne, do estadao.com.br,

11 de março de 2009 | 18h40

Cerca de 150 pessoas de dois acampamentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem terra (MST) tentaram invadir na tarde desta quarta-feira, 11, a prefeitura de Agudos, situada a 330 quilômetros de São Paulo. Segundo o prefeito da cidade, Everton Octaviani (PMDB) a Polícia Militar foi acionada e conseguiu impedir a invasão, controlando o tumulto.   Veja também: MST reocupa engenho Manguinhos   "Eu recebi uma comissão de seis pessoas mais o advogado. Eles alegavam que eu não queria receber o representante do Incra, mas nós estamos dispostos a esse entendimento e já marcamos uma reunião para tratar desse assunto na quarta-feira da próxima semana", afirmou o prefeito.   De acordo com Octaviani, os representantes dos sem-terra informaram que um levantamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) aponta a existência de sete fazendas improdutivas no município.   "Nós já sabemos que nem todas as fazendas apontadas são improdutivas. Mas a nossa maior preocupação é com a demanda de serviços de saúde, transporte e da área de educação que os assentamentos acarretam. Eu estou aberto ao diálogo, mas não sei se a prefeitura tem meios de atender essa demanda", afirmou.  

Tudo o que sabemos sobre:
MSTinvasões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.