Senado do Haiti aprova Garry Conille como premiê

O Senado haitiano aprovou na terça-feira o nome de Garry Conille como primeiro-ministro do país, depois de duas tentativas frustradas do presidente Michel Martelly para nomear um chefe de governo que seja responsável por supervisionar a reconstrução do país, devastado por um terremoto em 2010.

JOSE, REUTERS

05 de outubro de 2011 | 10h10

Conille, de 45 anos, médico e ex-funcionário da ONU para questões de ajuda ao desenvolvimento, já havia tido seu nome aprovado no mês passado pela Câmara.

A rejeição parlamentar aos dois primeiros indicados de Martelly, em junho e agosto, gerou preocupações entre diplomatas e doadores quanto à estabilidade e eficiência do governo do Haiti, país mais pobre das Américas.

O Parlamento haitiano é dominado por partidos que tiveram candidatos rivais a Martelly na tumultuada eleição presidencial que terminou com a vitória do ex-cantor, em um segundo turno realizado em março.

A indicação de Conille foi aprovada por 17 votos a 3, após um longo debate. Nove senadores se abstiveram.

(Reportagem de Joseph Guyler Delva)

Mais conteúdo sobre:
HAITIPREMIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.