Senado do Haiti destitui premiê Michele Pierre-Louis

O Senado do Haiti votou pela destituição da premiê Michele Pierre-Louis na sexta-feira, depois que os parlamentares criticaram seu desempenho em promover a recuperação econômica na empobrecida nação caribenha.

JOSE, REUTERS

30 Outubro 2009 | 10h00

A resolução afastando Pierre-Louis foi aprovada por uma maioria simples nas 29 cadeiras do Senado. Opositores da medida boicotaram o voto.

"Dezoito senadores votaram contra a premiê, o que significa que o presidente deve substituí-la. Vamos escrever ao presidente para informá-lo de nossa decisão," disse o líder no Senado, Kely Bastien.

Pierre-Louis servia havia pouco mais de um ano.

A premiê rejeitou as acusações de que não soube usar os milhões de dólares disponíveis através de um acordo com a Venezuela para reparar prédios e estradas danificados em tempestades no ano passado.

Mas o senador Joseph Lambert disse que ela não fez nada para melhorar o padrão de vida no país desde que foi nomeada chefe de governo.

"A premiê Pierre-Louis provou que não tem a capacidade nem a liderança para cumprir as expectativas da população e satisfazer suas necessidades básicas. Por isso estamos sendo obrigados a demiti-la," disse Lambert.

A saída de Pierre-Louis vai desapontar o ex-presidente norte-americano Bill Clinton, enviado especial da ONU para o Haiti, que estava contando com a estabilidade política para atrair investimentos estrangeiros que pudessem ajudar o país caribenho.

Especialistas em desenvolvimento dizem que cerca de 70 por cento dos nove milhões de habitantes do Haiti vivem com menos de 2 dólares ao dia, fazendo desse país o mais pobre das Américas.

Quatro furacões e tempestades tropicais castigaram o país no ano passado, matando cerca de 800 pessoas, devastando colheitas, destruindo pontes e inundando cidades costeiras.

Mais conteúdo sobre:
HAITI PREMIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.