Separação ocorrerá 'só se o meu irmão quiser mesmo'

Ontem à noite durante show em Curitiba, Zezé Di Camargo disse que, se depender dele, a dupla com Luciano vai existir até o fim da vida dos dois. "Vamos cantar até nos transformar em um quarteto, com duas enfermeiras segurando o soro atrás", afirmou, para o delírio dos fãs que lotaram o Teatro Guaíra. A dupla deixará de existir "só se o meu irmão quiser mesmo".

O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2011 | 03h02

Na metade do show, Zezé, com o violão nas mãos, disse que estava à vontade. "Vou cantar uma música que não está no roteiro", afirmou, antes de contar que seus pais tinham viajado até Curitiba.

Pediu para auxiliares trazerem a letra de O Portão, de Roberto Carlos. Enquanto cantava, caiu no choro. A plateia levantou-se e aplaudiu. / EVANDRO FADEL

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.