Separatistas da Ucrânia aceitam cessar-fogo até 27 de junho, diz líder

Líderes separatistas em duas regiões importantes do leste da Ucrânia concordaram em observar um cessar-fogo até 27 de junho, disse nesta segunda-feira um desses dirigentes, Alexander Boroday.

REUTERS

23 Junho 2014 | 15h30

Falando após reunião de um "grupo de contato", que inclui um ex-presidente ucraniano, um enviado de Moscou a Kiev e um representante da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Boroday disse:

"A consulta terminou com as autoridades das Repúblicas de Luhansk e Donetsk concordando em manter um cessar-fogo do seu lado... até o dia 27."

A trégua firmada entrará em vigor em paralelo com um cessar-fogo unilateral dos militares ucranianos declarado pelo presidente Petro Poroshenko na sexta-feira, como parte de um plano de paz para pôr fim à insurgência dos separatistas pró-Rússia na parte leste da Ucrânia, onde boa parte da população é de língua russa.

(Reportagem de Aleksandar Vasovic)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIASEPARATISTASCESSARFOGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.