Sérgio Viotti estava em coma desde dia 1º, diz hospital

O ator e diretor Sérgio Viotti, que morreu hoje em São Paulo, havia deixado a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia 1º de maio, mas estava em coma não-induzido. A informação é do Hospital Samaritano, que confirmou a morte de Viotti. Ele mantinha os sinais vitais estáveis, sem sinais de processo infeccioso. O falecimento ocorreu devido a uma parada cardiorrespiratória. De acordo com o hospital, o paciente foi internado no dia 19 de abril em estado grave, após sofrer um ataque cardíaco.

YOLANDA FORDELONE, Agencia Estado

26 Julho 2009 | 17h09

Viotti nasceu em São Paulo no dia 14 de março de 1928. Ele se firmou como ator e diretor na década de 60, quando sua primeira peça, "Lua Cheia", foi encenada em 1961. Em 1991, comemorou 30 anos de carreira como ator, encenando a obra "As Idades do Homem", que compilava trechos de diversas obras de William Shakespeare.

O ator é ganhador de vários prêmios, como o da Associação Brasileira de Críticos Teatrais (ABCT), na categoria de ator revelação, pela peça "O Contato", e o Prêmio Shell, em "A Volta ao Lar". Na televisão, Viotti atuou em novelas como "Sinhá Moça" e "Meu Bem Meu Mal", além de minisséries como "Os Maias" e "A Casa das Sete Mulheres". Seu último trabalho havia sido na novela "Duas Caras", em 2007.F

Mais conteúdo sobre:
morte Sérgio Viotti

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.