Série de ataques a bomba mata 85 no norte do Iraque

Um dos artefatos atingiu escritório do partido do presidente iraquiano.

BBC Brasil, BBC

16 Julho 2007 | 09h14

Uma série de ataques a bomba na cidade de Kirkuk, no norte do Iraque, matou cerca de 85 pessoas e feriu mais de 180 nesta segunda-feira. A maior explosão foi provocada por uma caminhão-bomba que atingiu o escritório da União Patriótica do Curdistão, partido do presidente iraquiano, Jalal Talabani. De acordo com testemunhas, a bomba abriu uma cratera de vários metros de profundidade. O artefato atingiu ainda um movimentado mercado da cidade. Mais de 20 carros foram destruídos, dois prédios desmoronaram com as forças das explosões e várias lojas ficaram danificadas. Vários corpos ficaram espalhados pelo chão. No segundo atentado, poucos minutos depois, um carro-bomba explodiu em frente a um ponto de ônibus próximo ao local do primeiro ataque. A polícia havia prendido um homem-bomba momentos antes, mas não conseguiu evitar a explosão. Ainda há relatos de outros dois ataques na cidade, cujo controle é disputado por iraquianos de origem árabe, curda e turcomena. Na capital, Bagdá, uma série de ataques na manhã desta segunda-feira matou pelo menos nove pessoas. No pior deles, uma bomba colocada numa estrada atingiu uma patrulha do exército iraquiano, matando cinco soldados. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.