Serra posterga ICMS e investe em banco de desenvolvimento

O governador de São Paulo, José Serra anunciou na sexta-feira que vai postergar em um mês o recolhimento de 50 por cento do ICMS gerado em dezembro. "Isso representa mais de 2 bilhões de reais que ficarão na economia por mais de um mês a partir das vendas de fim de ano", disse Serra a jornalista, após se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto. "Essa é uma medida para ativar a economia e realmente manter o nível de emprego", acrescentou. Serra disse ainda que destinará parte dos recursos obtidos com a venda da Nossa Caixa ao Banco do Brasil para manter um banco de desenvolvimento no Estado. "É uma agência de desenvolvimento, inclusive para repassar financiamentos do Banco Mundial, do BNDES e do BID para pequenas e médias empresas, e terá também capital próprio de 1 bilhão de reais", afirmou. (Reportagem de Fernando Exman)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.