Serviço de música Beats é processado antes de possível venda para Apple

A Beats Electronics, que está perto de ser vendida para a Apple por 3,2 bilhões de dólares, está sendo processada pelo fundador de um serviço de música comprado pela Beats há dois anos que afirma que foi enganado sobre sua participação na empresa.

Reuters

17 de maio de 2014 | 09h51

David Hyman, fundador do serviço de música por assinatura MOG Inc, abriu processo na quarta-feira em Los Angeles, afirmando que foi excluído de propósito para que a Beats não tivesse que garantir a ele uma participação na empresa.

Hyman afirma que como parte da venda da MOG em 2012 para a Beats, ele teria que ter recebido 2,5 por cento de participação na Beats se a empresa alcançasse valor de mercado de pelo menos 500 milhões de dólares. Mas Hyman foi excluído da empresa menos de um ano após o acordo, o que o impediu de "receber frutos e benefícios" da transação.

O processo, que alega quebra de contrato, busca 20 milhões de dólares em reparação de danos.

Um representante da Beats não comentou o assunto.

Tudo o que sabemos sobre:
TECHBEATSPROCESSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.