Serviço Funerário de SP faz greve por reajuste salarial

Funcionários do Serviço Funerário de São Paulo entraram em greve nesta manhã, com reivindicação de aumento salarial de 39%, plano de carreira e melhores condições de trabalho. Os trabalhadores estão em estado de greve desde o dia 7. Uma assembleia será feita por volta das 10 horas, na quadra do sindicato dos bancários, na Rua Tabatinguera, região central de São Paulo, para definir os rumos da paralisação.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

21 Junho 2011 | 09h09

De acordo com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo (Sindsep), Irene Batista de Paula, a prefeitura tem dado aumento de 0,01% nos últimos anos. Hoje, o salário inicial dos servidores está em torno de R$ 440.

O Serviço Funerário Municipal zela pela administração dos 22 cemitérios da cidade e faz o transporte dos corpos de hospitais e Institutos Médicos Legais para as funerárias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.