Serviço Funerário voltará a operar amanhã em SP

Os funcionários do Serviço Funerário de São Paulo decidiram suspender a paralisação que suspendeu hoje os serviços nos cemitérios. Apenas um dia útil de trabalho foi perdido. A categoria estava em estado de greve desde o último dia 7. O Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo (Sindsep) entrou em acordo com a administração municipal, que prometeu discutir a pauta de reivindicações da categoria até agosto.

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

21 Junho 2011 | 21h03

A partir das 6 horas de amanhã os trabalhadores em serviços funerários voltam a operar normalmente, disse o Sindesp. Na cidade de São Paulo são enterrados, geralmente, todos os dias, 200 corpos, mas o balanço desse dia de paralisação ainda não foi divulgado. O movimento grevista pede 39% de reajuste salarial, plano de carreira e melhores condições de trabalho. Nos últimos anos, o aumento foi de 0,01% e o salário dos servidores gira em torno R$ 440.

Amanhã, os trabalhadores de serviços funerários, instituto de previdência e técnicos de educação física acompanham uma votação sobre gratificação de 50% nos salários que acontece na Câmara dos Vereadores a partir das 10 horas.

Mais conteúdo sobre:
greve serviço funerário SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.