Setor bancário leva ações europeias às máximas em 4 meses

As ações europeias registraram nesta sexta-feira sua maior pontuação de fechamento em quatro meses, segundo dados preliminares, lideradas por valorizações no setor bancário, com investidores dizendo que a promessa do Banco Central Europeu (BCE) de combate à crise da dívida da região deu ainda certo alívio a economias com problemas.

Reuters

03 de agosto de 2012 | 13h34

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em alta de 2,37 por cento, aos 1.080 pontos, seu maior nível no encerramento desde 2 de abril, quando registrou 1.085 pontos.

O indicador também engatou sua nona semana seguida de alta, ampliando sua série mais longa de altas semanais desde meados de 2005.

O índice de blue chips Euro STOXX 50 index, por sua vez, subiu 4,6 por cento, para 2.366 pontos.

O índice FTSEurofirst 300 havia caído 1,2 por cento na quinta-feira após o presidente do BCE inicialmente desapontar investidores ao não anunciar medidas imediatas para ajudar a reduzir os custos dos empréstimos de Espanha e Itália.

No entanto, operadores disseram nesta sexta-feira que os comentários de Draghi, de que o BCE estava pronto para começar a comprar títulos da dívida de governos, significam que novas medidas de estímulo poderiam chegar em breve, impulsionando os mercados de ações espanhol e italiano.

"Isso daria à Espanha e à Itália um último pára-quedas para o caso de as coisas realmente ficarem feias. Isso deve ser visto como um desdobramento positivo", afirmou o chefe da Integrated Asset Management, Emanuel Arbib.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou com alta de 2,21 por cento, a 5.787 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 3,93 por cento, para 6.865 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve ganhos de 4,38 por cento, a 3.374 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve alta de 6,34 por cento, para 14.124 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 valorizou 6,0 por cento, a 6.755 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 subiu 1,41 por cento, para 4.633 pontos.

(Reportagem de Sudip Kar-Gupta)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.