Setor público tem pior resultado fiscal para setembro

O setor público consolidado brasileiro registrou déficit primário de 5,763 bilhões de reais em setembro, pior resultado para o mês da série histórica, informou o Banco Central nesta sexta-feira.

REUTERS

30 Outubro 2009 | 11h02

Em setembro de 2008, o resultado primário havia sido superavitário em 6,618 bilhões de reais.

O dado negativo refletiu a deterioração das contas do governo federal, que teve déficit de 8,02 bilhões de reais no mês passado. Estados e municípios registraram superávit de 1,72 bilhão de reais e as estatais, superávit de 535 milhões de reais.

O vencimento de juros no mês passado foi de 16,664 bilhões de reais e, com isso, o país teve déficit nominal de 22,427 bilhões de reais.

Em 12 meses encerrados em setembro, o superávit primário foi equivalente a 1,17 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), ante 1,59 por cento do PIB em 12 meses até agosto.

A meta fiscal do governo para o ano é de superávit primário de 2,5 por cento do PIB, saldo que pode cair a até 1,56 por cento do PIB se o governo conseguir abater das contas a totalidade dos gastos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para o ano.

O déficit primário impactou a relação dívida/PIB, que subiu a 44,9 por cento do PIB em setembro, frente a 44,0 por cento do PIB no mês anterior.

(Reportagem de Isabel Versiani)

Mais conteúdo sobre:
BACENFISCALATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.