Shell processa ONGs que costumam atacá-la

A Royal Dutch Shell Oil assumiu uma posição ofensiva para defender seus planos de exploração de petróleo no Oceano Ártico. A empresa, com sede em Houston (EUA), está processando 11 organizações ambientalistas e de populações tradicionais do Alasca que costumam contestar legalmente seus projetos na região do Mar de Chukchi, onde se acredita que haja grandes reservas de óleo. O porta-voz da Shell no Alasca, Curtis Smith, disse se tratar de uma "ação preventiva", para evitar que essas organizações usem "manobras legais de última hora" para barrar as operações de perfuração que deverão ter início no verão polar.

O Estado de S.Paulo

02 Março 2012 | 03h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.