Shopping Cidade Jardim pode abrir sem alvará em SP

O Bourbon Shopping Pompéia também abriu sem alvará; levou multa de R$ 23 mi, mas recorreu

da Redação , estadao.com.br

27 de maio de 2008 | 09h26

O Shopping Cidade Jardim, já considerado o mais luxuoso de São Paulo, pode ser inaugurado neste sábado sem alvará. Até a noite de segunda-feira, 26, a Subprefeitura do Butantã não havia recebido pedido do auto de conclusão da obra, necessário para a abertura do empreendimento. Caso a JHSF Incorporações, empresa responsável pelo projeto, resolva inaugurá-lo mesmo assim, estará sujeita a uma multa de 1,5 UFM (cerca de R$ 130) por metro quadrado. A postura repetirá o que já se tornou praxe entre os shoppings da capital paulista.O Bourbon Pompéia foi o caso mais recente. Inaugurado sem alvará no dia 28 de março, foi multado em R$ 23 milhões pela Subprefeitura da Lapa. Até agora, no entanto, o Grupo Zaffari, dono do empreendimento, não teve que pagar um tostão. A empresa recorreu à Justiça questionando o valor da multa e o shopping está aberto, sem as licenças necessárias. O Cidade Jardim dificilmente conseguirá o documento em tempo hábil. Uma vez apresentado o pedido, a subprefeitura tem 10 dias para se pronunciar. Além disso, o auto de conclusão é necessário para que as lojas dêem entrada em suas licenças de funcionamento. Teoricamente, só após esse processo é que o local poderia abrir. A assessoria de imprensa do shopping informou que a empresa só vai se pronunciar na sexta-feira, dia em que haverá uma pré-estréia para a imprensa e convidados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.