Shoppings usam recursos do BNDES para expansão

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 100 milhões para as obras do Salvador Norte Shopping, novo empreendimento do Grupo JCPM na capital baiana. A operação é parte do montante de, pelo menos, R$ 240 milhões liberados pelo banco para shoppings centers em apenas dois meses, um sinal do aumento dos investimentos no setor.

Alexandre Rodrigues e Monica Ciarelli, O Estadao de S.Paulo

12 Dezembro 2009 | 00h00

Com a inauguração, este mês, do Plaza Anchieta, em Belo Horizonte, 2009 vai terminar com 15 novos centros de compras. Em 2010, outros 20 abrirão as portas, ultrapassando a marca de 400 em todo o País. Além disso, segundo a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), quase metade dos já existentes estão em obras de expansão.

O crédito do BNDES para o grupo JCPM, do empresário João Carlos Paes Mendonça, vai compor os R$ 200 milhões do investimento total previsto para o projeto do Salvador Norte Shopping, cujas obras devem terminar em outubro do ano que vem. O empreendimento terá 90 mil metros quadrados de área construída para abrigar 215 lojas, incluindo quatro âncoras e um hipermercado. Sediado em Recife, o grupo tem participação no Shopping Vila Lobos, em São Paulo, mas tem foco no Nordeste, com sete shoppings distribuídos entre Pernambuco, Sergipe e Bahia.

O BNDES também acaba de aprovar uma linha de R$ 84 milhões para a construção do Shopping Iguatemi de Brasília, cujo investimento total é de R$ 182 milhões. O empreendimento terá 32,7 mil metros quadrados de área construída, para 200 lojas. A abertura está prevista para março de 2010.

EXPANSÃO

O banco também está apoiando projetos de expansão. Aprovou esta semana um crédito de R$ 17,7 milhões para o Grupo Guararapes finalizar o acréscimo de um novo piso para o Midway Shopping Center, em Natal (RN). Em outubro, o Grupo Multiplan obteve R$ 38,4 milhões do banco para compor a engenharia financeira da expansão que criou mais 90 lojas no Park Shopping de Brasília. O grupo, que acaba de inaugurar o Shopping Vila Olímpia, em São Paulo, também está expandindo o BH Shopping, em Belo Horizonte, e o Park Shopping Barigui, em Curitiba. Investiu R$ 340 milhões este ano e já tem R$ 186,5 milhões em projetos para 2010.

Segundo Carlos Eduardo Castello Branco, chefe do Departamento de Comércio e Serviços do BNDES, o banco tem recebido muitas consultas de empreendedores do setor de shoppings. "Temos vários projetos em análise na área de operações", revelou.

"O crédito do BNDES é essencial porque não temos recursos para bancar sozinhos um projeto como este. O mercado no Nordeste não é tão atraente como no Sudeste, que ainda é onde está o dinheiro. Estamos conseguindo investir principalmente porque temos terrenos adquiridos há mais de 15 anos, o que facilita", diz João Carlos Paes Mendonça, presidente do JCPM. Ele diz que negocia a participação em um segundo shopping em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.