Siemens avalia milhares de cortes de empregos, diz jornal

O conglomerado alemão de engenharia Siemens está avaliando cortar milhares de empregos em resposta ao enfraquecimento da economia, particularmente na Europa, publicou um jornal da Alemanha.

Reuters

21 de agosto de 2012 | 07h28

As decisões podem ser tomadas em outubro ou novembro, publicou o Boersen-Zeitung, que não citou fontes.

A informação surge em meio a crescentes sinais de que a economia da Alemanha, que permaneceu relativamente robusta por grande parte da crise de dívida da zona do euro, está perdendo impulso.

A Siemens, maior companhia da Alemanha em valor de mercado, divulgou em julho uma grande queda em novas encomendas em meio a postergações de investimentos por clientes que estão enfrentando a crise europeia. Na ocasião, a companhia informou que os objetivos anuais seriam difíceis de serem alcançados.

Na Alemanha apenas, as encomendas caíram 43 por cento nos nove primeiros meses do ano fiscal da companhia.

No final de junho, a Siemens empregava 410 mil pessoas, 129 mil delas na Alemanha. A companhia é um dos maiores empregadores da Alemanha depois de Volkswagen e Deutsche Post DHL.

(Por Ludwig Burguer e Maria Sheahan)

Mais conteúdo sobre:
EMPRESASSIEMENSDEMITELEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.