Sindicância vai apurar morte de rapaz em morro no Rio

O Comando de Polícia Pacificadora (CPP) instaurou sindicância para apuração da morte do funcionário do Carrefour André de Lima Cardoso Ferreira, de 19 anos, morto por um tiro disparado por um policial da Unidade de Polícia Pacificadora do Morro Pavão-Pavãozinho, na zona sul do Rio, na madrugada de domingo, 12.

PEDRO DANTAS, Agência Estado

16 Junho 2011 | 20h53

As armas dos dois policiais envolvidos foram recolhidas e eles cumprem tarefas internas na unidade. A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e a Defensoria Pública do Estado acompanharão as investigações da 13ª Delegacia de Polícia Civil sobre o caso.

De acordo com a Polícia Militar (PM), o rapaz foi morto depois de atirar três vezes com um revólver calibre 32 contra os policiais e estava com 63 papelotes de cocaína. A família afirma que ele foi comprar um lanche a pedido da esposa grávida, no caminho foi abordado e se desentendeu com os policiais da UPP. Um deles teria sacado a arma e atirado no rapaz, que tentava fugir.

Mais conteúdo sobre:
morte morro polícia RJ sindicância

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.