Sindicatos europeus planejam grande protesto contra medidas

Os sindicatos europeus anunciaram nesta quarta-feira planos de realizar um "Dia Europeu de Ação" em 29 de setembro, incluindo um ato em Bruxelas, para protestar contra os cortes de custos na região.

REUTERS

02 de junho de 2010 | 08h38

A ação coincidirá com uma reunião de ministros das Finanças da União Europeia. Os sindicatos podem também organizar greves ou protestos em outros países, disse a Confederação Europeia de Sindicatos Comerciais após reunião de seu comitê executivo.

"Conforme os governos europeus se movem coletivamente para reduzir os gastos públicos, incluindo empregos, salários e aposentadorias, enquanto a economia europeia está frágil e vulnerável a uma nova recessão, a confederação irá se mobilizar para um resposta coletiva de sindicatos", disse.

Os organizadores esperam a participação de pelo menos 27 países da União Europeia no protesto em Bruxelas em 29 de setembro. Uma autoridade da confederação disse ainda que os sindicatos devem decidir localmente outras ações.

"Elas (ações) podem incluir paralisações, protestos e reuniões com os ministros das Finanças dos governos", acrescentou a confederação, que representa 82 organizações sindicais comerciais em 36 países.

Os governos locais estão reduzindo gastos depois que a crise de dívida da Grécia ameaçou afetar outros países.

(Por Marcin Grajewski)

Tudo o que sabemos sobre:
EUROPAGREVES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.