Síria nega acusações dos EUA sobre reator nuclear secreto

Segundo EUA, Síria estaria criando programa nuclear com ajuda da Coréia do Norte.

Da BBC Brasil, BBC

25 de abril de 2008 | 05h25

A Síria rejeitou as acusações, feitas pelos Estados Unidos, de que estaria construindo um reator nuclear secreto, capaz de produzir plutônio, com ajuda da Coréia do Norte. O governo sírio disse que as alegações americanas eram ridículas. As acusações foram feitas na quita-feira por representantes do alto escalão da CIA, a Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos, perante membros do Congresso americano.Eles disseram que o local em que o reator estaria localizado foi destruído por um ataque aéreo israelense em setembro de 2007. Mas, segundo a CIA, ele foi reconstruído e poderia estar funcionando em questão de meses. A Síria sempre negou que estaria desenvolvendo um programa nuclear. A Coréia do Norte também negou que estivesse transferindo tecnologia nuclear para a Síria.Após as revelações da CIA, a Casa Branca disse que a Síria deveria "abrir o jogo" sobre seu programa nuclear secreto.VídeoNa sua apresentação perante o Congresso, os representantes da CIA mostraram imagens de vídeo que supostamente provam que norte-coreanos estariam trabalhando nas instalações do reator sírio.Uma das imagens mostra dois homens lado a lado, que seriam, segundo a CIA, um alto dirigente do programa nuclear norte-coreano e o chefe da comissão de energia atômica da Síria.As imagens, que teriam sido obtidas por Israel, mostrariam fortes semelhanças entre a instalação síria e o reator nuclear de Yongbyon - apesar de não estar operante. A divulgação das informações pela CIA coincide com o fim de uma reunião de dois dias entre autoridades dos Estados Unidos e da Coréia do Norte para discutir o suposto não-cumprimento, por parte dos norte-coreanos, de termos um acordo sobre a suspensão de seu programa nuclear.No acordo, fechado em fevereiro de 2007, o governo da Coréia do Norte concordou em fechar seu principal reator nuclear e divulgar informações sobre seu programa nuclear até dezembro de 2007.No entanto o governo perdeu o prazo e, enquanto está tomando providências para fechar o reator de Yongbyon, ainda não forneceu uma declaração de suas atividades nucleares à comunidade internacional.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.