Site ajuda homens com câncer de mama a enfrentar estigma e isolamento

Pesquisadores notaram que serviço público de saúde apenas pensava no atendimento feminino.

BBC Brasil, BBC

25 Outubro 2011 | 16h45

Um site britânico está tentando ajudar homens com câncer de mama a enfrentar estigma e isolamento.

A página www.healthtalkonline.org entrevistou vários pacientes masculinos que tiveram a doença e constatou um isolamento entre estes pacientes.

Na maioria dos casos, os outros pacientes das clínicas especializadas em tratamento de câncer de mama eram só mulheres.

Um dos pacientes entrevistados pelo site conta que "em um dos folhetos de informações que recebi antes da cirurgia, a recomendação era para trazer um sutiã macio", ou seja, um objeto feminino.

Outro entrevistado, cujas declarações também para a página, contou que foi comprar os remédios em uma farmácia mas a farmacêutica disse que o medicamento era apenas para mulheres.

Kate Hunt, do Conselho de Pesquisa Médica de Glasgow e que participou da pesquisa, conta que as pessoas "não tem muito cuidado".

"Às vezes um homem, chamado para uma consulta, é chamado de senhora ao invés de senhor", acrescentou.

Hunt entrevistou 33 pacientes diagnosticados com a doença para o site.

Uma das sugestões dos pesquisadores do site é uma mudança no tradicional laço rosa, símbolo do mês de luta contra o câncer de mama. O laço receberia um ponto azul, para lembrar que os homens são afetados em cerca de 1% dos casos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
câncer de mamahomenssite

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.