Site oficial da Parada do Orgulho LGBT é violado

O site oficial da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT), http://www.paradasp.org.br/, foi violado no final da tarde de hoje. Em destaque na página inicial do site consta a frase "Deus Criou o homem e a mulher, não existe terceira opção! (Site hackeado!)". Logo abaixo lê-se "Command tribulation! Site hackeado, APAIXO (sic) PL122!".

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

06 Junho 2011 | 19h07

O PL122, ao qual o texto se refere, é o projeto de lei que visa tornar crime a homofobia no Brasil. Quem acessa o link encontra uma citação bíblica creditada ao Romanos I e a frase "O salário do pecado é a morte, arrependam-se!".

Mais abaixo, na página inicial, há uma referência ao deputado federal Jair Bolsonaro. "Bolsonaro, mais um defensor da familia Brasília (sic), instituição criada por Deus, e promulgada pelos homens, de acordo com a constituição", diz o texto.

Mais conteúdo sobre:
arada do Orgulho LGBT SP site

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.