Só 20% dos e-mails recebidos no Brasil não são spams

Relatório da Symantec mostra que mês de julho teve crescimento de mensagens maliciosas

Lucas Pretti, do estadao.com.br,

08 Agosto 2007 | 10h34

A Symantec divulgou dados que confirmam a percepção da maioria dos usuários de internet no País. O relatório de julho da empresa de softwares anti-vírus aponta que nada menos que 80% das mensagens recebidas por e-mail são spams. Ou seja: só os 20% restantes são correspondências realmente úteis.   Veja também:  Brasil recebe 1,1 milhão de spams diariamente  Saiba como se proteger dos ataques de spams  Denuncie um e-mail não solicitado ao Antispam.br   O relatório destaca destaca também o crescimento em julho de mensagens não solicitadas baseadas em cartões de saudação. Mais de 250 milhões de usuários (clientes da Symantec) foram alvo desse tipo de e-mail.   Na maioria dos casos, o conteúdo do cartão é um endereço IP, o que já constitui algo suspeito. De fato, diz a empresa, esse endereço corresponde a um link para baixar cavalos-de-tróia. A presença dos cartões em julho foi influenciada pelo 4 de Julho, a data nacional dos Estados Unidos.   Também em julho, registrou-se a continuidade do declínio dos spams contendo imagens. Agora, os spammers preferem mandar arquivos PDF anexos. Essa tendência vem se observando desde junho. Isso, porém, não significa que os spams contendo imagem desapareceram: eles ainda respondem por 52% de todo o volume de mensagens não solicitadas. O PDF, embora em crescimento, fica entre 2% e 8%.

Mais conteúdo sobre:
Spam E-mail Web Vírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.