Sobe para 12 o total de cidades em calamidade em PE

Subiu para 12 o número de cidades em calamidade pública em Pernambuco devido às chuvas que atingiram a região nas últimas semanas, segundo levantamento da Defesa Civil estadual divulgado hoje.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

28 de junho de 2010 | 10h43

Foram incluídas as cidades de Primavera, Catende e Maraial. Os outros municípios na mesma situação são Água Preta, Barra de Guabiraba, Barreiros, Correntes, Cortês, Jaqueira, Palmares, São Benedito do Sul e Vitória de Santo Antão. Com essa nova determinação, caiu para 27 o número de cidades em emergência. No total, são 67 municípios pernambucanos afetados pelas chuvas, segundo a Defesa Civil.

O número de desabrigados - aqueles que perderam tudo e precisam de abrigos públicos - é de 26.966 e o de desalojados - aqueles que podem contar com a ajuda de vizinhos e familiares - é de 55.643. O total de casas que foram danificadas ou destruídas subiu de 11.748 para 14.136. Cerca de 4.478 quilômetros de estrada também ficaram comprometidas, assim como 142 pontes.

Estão em situação de emergência as cidades de Agrestina, Altinho, Amaraji, Belém de Maria, Bezerros, Bom Conselho, Bonito, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Chã Grande, Escada, Gameleira, Gravatá, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Joaquim Nabuco, Moreno, Nazaré da Mata, Palmeirina, Pombos, Quipapá, Ribeirão, São Joaquim do Monte, Sirinhaém, Tamandaré, Vicência e Xexéu.

Os municípios afetados são Abreu e Lima, Aliança, Angelim, Araçoiaba, Brejão, Belo Jardim, Cachoeirinha, Canhotinho, Iati, Ibirajuba, Igarassu, Itamaracá, João Alfredo, Jurema, Lagoa dos Gatos, Limoeiro, Olinda, Passira, Paudalho, Paulista, Recife, Rio Formoso, Panelas, Salgadinho, São João, São Lourenço da Mata, São Vicente Férrer e Terezinha.

13º salário

Os funcionários públicos das cidades pernambucanas atingidas pelas enchentes vão receber o 13º antecipado, segundo informações do governo. O pagamento será feito na próxima sexta-feira. O governador do Estado, Eduardo Campos (PSB), anunciou a antecipação do pagamento integral do 13º salário para os servidores estaduais moradores das 12 cidades em estado de calamidade pública. Segundo dados da Secretaria de Administração, cerca de 5,5 mil servidores estaduais ativos e inativos residem nestas cidades. A soma dos seus salários chega a R$ 10 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasNordestePE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.