Sobe para 13 número de presos em operação no Rio

Pelo menos 13 pessoas foram presas nesta quarta-feira, 27, durante a operação Tríade de combate a uma quadrilha de milicianos que atuam na Taquara, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

27 de julho de 2011 | 11h47

Ao todo, foram expedidos 16 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão. Eles foram denunciados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (GAECO) à 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá por formação de quadrilha armada para a prática de crime hediondo.

Até agora fora presos Luiz Carlos da Silva, delegado de Polícia Federal aposentado; Eduardo Lopes Moreira, comissário da Polícia Civil do Rio de Janeiro; Thiago Rodrigues Pacheco, policial militar do Rio de Janeiro; Ubirajara Ferreira da Costa, guarda municipal do Rio de Janeiro; Kleber Gomes Lima, advogado; Annibal Ramos, militar da Aeronáutica; Mauro Arthur Ribas, advogado; José Carlos Lins Teixeira; Evaristo da Silva Alves; Edison Dias de Moura; Luciomar Anselmo Sant''ana Lima; Francisco Antônio Ximenes Feijão; Elias Bezerra da Silva. Duas armas foram apreendidas.

Os criminosos atuam desde 1998 em Pedra Branca, Santa Maria, Pau da Fome, Estrada dos Teixeiras, Estrada do Rio Pequeno e Estrada do Rio Grande. A quadrilha é suspeita de grilagem de terras, exploração de serviços como fornecimento de gás, sinal de tevê a cabo, sinal de internet e transporte alternativo, agiotagem, cobrança de taxa por segurança, homicídio e extorsão.

A operação é feita em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, com apoio da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança (SSINTE) e da Polícia Civil. Cerca de 120 policiais participam da operação. Também colaboram a Corregedoria Geral Unificada (CGU) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ). O nome da operação se refere ao fato de o grupo ser liderado pelos policiais Luiz Carlos da Silva, Eduardo Lopes Moreira e Thiago Rodrigues Pacheco.

Tudo o que sabemos sobre:
políciaoperaçãomilíciaPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.