Sobe para 26 o número de mortos por encefalite japonesa na China

O número de mortos em conseqüência da epidemia de encefalite B (japonesa) registrada no norte da China subiu para 26, apesar das medidas anunciadas pelo Governo para conter a doença, informou neste domingo o jornal oficial "China Daily".O surto desta doença virótica se localizou na cidade de Yuncheng (província de Shaanxi), onde 186 pessoas foram infectadas desde o início do ano, o que representa um aumento de 27,40% em relação ao ano anterior, segundo dados do birô de saúde provincial.O último surto se iniciou em 13 de julho e desde então afetou 65 pessoas em Yuncheng, uma cidade de 5 milhões de habitantes, onde foram registrados casos de encefalite em nove de seus 13 distritos.Em 2005, houve 30 casos de encefalite B na cidade, o que representa 50% do total anual na província.Oitenta e dois por cento dos afetados em Shaanxi vivem em áreas rurais e foram alertados pelas autoridades para que procurem ajuda médica o mais rápido possível se desenvolverem os sintomas, embora o sistema sanitário não seja gratuito na China e a maior parte da população rural não possa pagar pelo serviço.As autoridades de saúde anunciaram na semana passada uma série de controles para frear a epidemia, mas nos últimos dias sete doentes morreram, elevando o total de óbitos a 26.A encefalite B é uma doença virótica transmitida pela picada de um mosquito que causa inflamação das membranas cerebrais e cuja incidência se registra na China nos meses de verão entre crianças menores de 10 anos.Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 50 mil pessoas são afetadas a cada ano por esta doença na Ásia. Delas, 15 mil morrem enquanto outros ficam incapacitados de forma permanente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.