Mário Ângelo/Sigma Press
Mário Ângelo/Sigma Press

Sobe para 35 o número de ônibus atacados em SP neste ano

Mais um coletivo foi incendiado na madrugada, na Cidade Ademar, na zona sul da cidade

O Estado de S. Paulo

02 de fevereiro de 2014 | 12h50

Mais um caso de ataque a ônibus na madrugada deste domingo, 2, na zona sul da cidade de São Paulo, elevou para 35 o número de coletivos incendiados na capital desde o início do ano. Segundo a Polícia Militar, seis homens não identificados incendiaram um ônibus na Avenida Senador Vitorino Freire, no Jardim Luso, região da Cidade Ademar.

De acordo com a polícia, os suspeitos estavam armados, em três motos com placas encobertas. Eles abordaram um motorista e uma cobradora da linha Jardim Luso/Terminal Bandeira que ia no sentido bairro. Pelo registro da ocorrência, ninguém saiu ferido e não havia passageiros no local.

As vítimas relataram, segundo a PM, que um dos criminosos exigiu que o veículo fosse parado e outros dois entraram no ônibus, com um galão de gasolina. O motorista e a cobradora foram obrigados a descer do coletivo e, em seguida, o bando ateou fogo. O grupo fugiu após a ação, e ninguém foi detido.

As chamas foram contidas pelo Corpo de Bombeiro. O caso foi registrado como incêndio no 98.º Distrito Policial, em Cidade Ademar.

Ataques. O reforço policial anunciado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, ainda não conseguiu cessar os ataques a ônibus em São Paulo. Ele afirmou que não está descartado o envolvimento de facções criminosas com os atentados. Na madrugada desse sábado, 1, outro ônibus foi incendiado por criminosos, também na região da Cidade Ademar, na zona sul. Na ocasião, o crime foi na Avenida Ângelo Cristianini.

Tudo o que sabemos sobre:
protestoSPônibusincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.