Sobe para 43 número de mortos em tempestades de neve no Nepal

Sobe para 43 número de mortos em tempestades de neve no Nepal

Rastro do ciclone Hudhud criou avalanches fora de época e causou pior desastre do montanhismo na nação Himalaia

REUTERS

21 de outubro de 2014 | 18h39

As equipes de resgate retiraram nesta terça-feira três corpos de cidadãos nepaleses mortos em nevascas e avalanches na semana passada, elevando para 43 o número de vítimas do pior desastre do montanhismo na nação himalaia.

As tempestades de neve atingiram o Circuito Annapurna, uma trilha popular entre os alpinistas ocidentais que andam ao redor do Monte Annapurna, a décima montanha mais alta do mundo, e pegaram os turistas durante a alta temporada de caminhadas.

"Três novos corpos foram levados para fora da neve perto da passagem Thorongla nesta terça-feira", disse Baburam Bhandari, chefe do distrito de Mustang, o pior entre os quatro distritos atingidos pelas tempestades desencadeadas pelo resquício do ciclone Hudhud que atingiu a Índia neste mês.

Autoridades disseram que 518 pessoas, incluindo 304 alpinistas estrangeiros, foram resgatados na operação em que mais de 70 missões foram feitas pelo Exército e helicópteros civis.

"Esta é a maior operação de resgate já realizada no alto nevado do Himalaia e em encostas de montanhas difíceis", disse D.B. Koirala, chefe da Associação de Resgate do Himalaia no Nepal.

(Reportagem de Gopal Sharma)

Mais conteúdo sobre:
NEPALNEVASCAMORREM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.